David Haines | Broadband

September 06 — October 07 2005
Projeto no 2ª piso






DAVID HAINES (mostra paralela à exposição de Caetano de Almeida) Dando continuidade ao programa de exposições do tipo “projeto”, a Galeria Luisa Strina apresenta a primeira exposição do artista David Haines (Nottingham, 1969) no Brasil.

“Broadband” (banda larga) reúne uma obra composta por desenhos, intitulada “Days and Nights on Line – All the men I chatted with between 1 April and 30 June 2004” (Dias e Noites na Internet – Todos os homens com quem conversei entre 1º de abril e 30 de junho de 2004) e outros desenhos da série “E-bay still lifes” (Naturezas Mortas do E-bay).

A primeira série foi produzida durante uma residência do artista em Berlim. São desenhos de rostos masculinos feitos a partir de fotografias trocadas pela Internet com pessoas que conheceu em salas de bate-papo. Por causa de sua sensação de isolamento, o artista costumava entrar nestas salas para conhecer outros homens. Após desenvolver certa afinidade, enviavam fotografias um para o outro. David Haines, então, desenhava os rostos destes homens diversas vezes, a fim de se aproximar deles. Tentando reproduzir as imagens, o artista buscava a sua maneira de ultrapassar a frieza da tecnologia.

“Eu sempre pensei que se pudesse extrair e representar o rosto de alguém fielmente, poder-se-ia controlar ou até mesmo de algum modo possuir sua imagem. Assim, eu desenhava vários dos rostos muitas vezes até sentir que eu tinha chegado a uma boa representação. Dessa forma, meus desenhos não apenas representariam um desejo emocional, mas chegariam a ser uma coleção quase obsessiva, como borboletas espetadas na parede do meu ateliê”, define o artista.

“E-bay still lifes” é uma série de desenhos feitos a partir de objetos expostos no famoso website de leilões, o E-bay.com. O artista passou seis meses escolhendo objetos mais pessoais e fetichistas como sapatos, meias e lingerie que estavam à venda e os desenhou do mesmo tamanho que estavam no site, resultando em minúsculos trabalhos que pairam entre o abandono melancólico e o desejo sórdido.

“O que me interessa é a maneira que websites como este estão incentivando as pessoas a fotografarem os mais estranhos objetos que desejam vender. Para mim as fotografias representaram uma nova forma de natureza morta, por isso decidi desenhar algumas das imagens que encontrei”, explica Haines.

As exposições do tipo “projetos”, realizadas pela Galeria Luisa Strina, ocupam o segundo e/ou terceiro pisos do prédio. Estas exposições são dedicadas a mostras tanto de artistas representados pela galeria com projetos específicos, quanto a outros artistas convidados, visando formar um público mais amplo e heterogêneo e dar maior dinamismo à galeria, que passa a disponibilizar ao espectador mais de uma exposição em sua visita.

Back to Top