Valdirlei Dias Nunes

May 30 — June 30 2006
Exposição no 1º piso






VALDIRLEI DIAS NUNES A Galeria Luisa Strina apresenta exposição individual do artista Valdirlei Dias Nunes a partir do dia 30 de maio.

O artista mostra 09 pinturas inéditas em pequeno e médio formatos que apresentam volumes e estruturas geométricas em sua quarta exposição individual na galeria. As obras dão continuidade à pesquisa que Nunes vem desenvolvendo nos últimos anos.

As pinturas de Valdirlei Dias Nunes propõem a construção interna do espaço. Com precisão e acabamento meticuloso, o artista constrói um universo de estruturas minimalistas pintadas sobre fundos de impecável brancura.

O artista questiona a natureza do objeto escultórico através da pintura. Suas “caixas” extrapolam modestos exercícios de “carpintaria” e indicam os preceitos herdados do Minimalismo, para o qual repetidas representações funcionam como um exercício conceitual no qual pequenas variações indicam a tentativa de esgotar todas suas possibilidades.

Cria uma poética dos espaços ao posicionar objetos retangulares (“caixas” ou estruturas) na área inferior da tela branca, fazendo alusão ao cubo branco, como é chamado o espaço neutro (em teoria) de uma galeria.

As silenciosas obras de Valdirlei Dias Nunes encontram um espaço de organização pessoal, onde ordena suas elegantes prioridades como um contraponto ao entorno caótico da cidade de São Paulo. Suas pinturas refletem seu gosto pelas linhas e formas do design e arquitetura modernista e suas derivações, em constante mutação.

O desenho perfeito e a localização estratégica de cada objeto no espaço da tela criam um mundo em ideal equilíbrio entre leveza e gravitas.

Valdirlei Dias Nunes nasceu em Bom Sucesso, Paraná, em 1969. Vive e trabalha em São Paulo. Sua obra foi apresentada em duas edições da exposição “Panorama da Arte Brasileira”, em 2005 e em 2006, no Museu de Arte Moderna de São Paulo, e em 2001 e em 2002, no Museu de Arte Moderna de São Paulo e do Rio de Janeiro. Fez exposições individuais na Galeria Ramis Barquet, em Nova York, em 2000 e em 2001 e na Pulitzer Art Gallery, Amsterdã, em 1993. Participou ainda das exposições “Desenhos: A-Z”, Colecção Madeira Corporate Services, com curadoria de Adriano Pedrosa, na galeria Porta 33, Funchal, Madeira, em 2005, “Caminhos do Contemporâneo 1952/2002”, no Paço Imperial, Rio de Janeiro, em 2002, entre outras.

Back to Top