Tonico Lemos Auad

Arqueologia Refletida

exposição individual

19 Maio — 28 Julho 2007






A Galeria Luisa Strina apresenta exposição individual do artista Tonico Lemos Auad a partir do dia 19 de maio.

 

No piso térreo da galeria, o artista apresenta uma instalação que consiste em um papel de parede de caráter interativo e um tanque de areia. O papel é revestido por uma tinta prateada que pode ser arranhada e retirada pelo público, revelando imagens, como no princípio da “raspadinha” (aqueles cartões de loteria). Neste ambiente também são mostrados desenho feito com correntes de prata e uma série de desenhos em papel que tratam de questões como instabilidade e desorientação espacial.

 

As recentes obras do segundo piso evidenciam a pesquisa de linguagens que o artista vem utilizando em exposições pelo mundo, mas ainda pouco conhecidas do público brasileiro. São obras em correntes e pingentes de ouro, além de desenhos, que evidenciam uma sutileza que exige esforço de descoberta e que torna o artista apreciado na Europa, Estados Unidos e Japão.

 

“As criações de Auad são de grande leveza. Seus materiais, intensamente etéreos: correntes de ouro de minúscula espessura, pedras coloridas, bananas, ou pêlos de carpete. Ao desenhar no chão utilizando correntes pendentes, ou ao dispor pedras quase invisíveis em círculos ou formas abstratas diagonais em uma parede branca, o artista estimula o olhar do espectador a exercícios formais, e convida para uma leitura mais atenta da escultura. Seus trabalhos trazem à luz os significados não-revelados ou imperceptíveis por trás de interações singelas”, escreve Heidi Zuckerman Jacobson, diretora e curadora chefe do Aspen Art Museum para o novo catálogo do artista a ser lançado no dia da abertura desta exposição.

__

 

Tonico Lemos Auad é brasileiro e vive e trabalha em Londres. Acaba de fazer uma exposição individual no Aspen Art Museum, (Colorado). Entre suas exposições recentes, destacam-se a mostra itinerante “The British Art Show 06”, 2005-2006, organizada pela Hayward Gallery (Londres), “Trial Balloons/ Globos Sonda”, 2006, no MUSAC – Museo de Arte Contemporáneo (Castilla y Leon), “Art Circus (Jumping from the Ordinary)”, 2005, na International Triennale of Contemporary Art (Yokohama), “Beck’s Futures”, 2004, no Institute of Contemporary Arts (Londres)/CCA (Glascow) e “Adaptive Behavior”, no New Museum of Contemporary Art (Nova York).

Voltar ao Topo