Bernardo Ortiz

20 Maio — 21 Junho 2014






Galeria Luisa Strina tem o prazer de apresentar a primeira exposição individual no Brasil do artista colombiano Bernardo Ortiz.

Enfrentando a necessidade de falar sobre seu trabalho, o artista escreve doze depoimentos. O quarto depoimento está reproduzido aqui:

“Dadas as dimensões quase apocalípticas do esquecimento na Colômbia, falar do esquecimento das coisas cotidianas parece quase superficial. Mas este esquecimento – e o fato de não se falar sobre isso, por parecer irrelevante – é também um produto da guerra. Uma sociedade que sempre está fugindo acaba esquecendo coisas no caminho. Alguém pode andar por anos pelas ruas de um bairro, vendo a mesma placa, de um hotel, de um estacionamento, e de repente um dia ela desaparece. A gente usa a mesma marca de caderno, a bicicleta de sempre, e de repente não se encontra mais. E depois de alguns anos ninguém mais lembra de que aquilo existia. Em alguns dos meus desenhos tento reproduzir uma certa qualidade anacrónica ou atemporal. Pode ser um tom de amarelo ou de verde. Uma tipografia específica. O formulário de um hotel ou as capas de cadernos que já não se encontram mais.”

Voltar ao Topo